"Todos os dias o ciclo se repete, às vezes com mais rapidez, outras mais lentamente. E eu me pergunto se viver não será essa espécie de ciranda de sentimentos que se sucedem e se sucedem e deixam sempre sede no fim."





Caio Fernando Abreu






quarta-feira, 27 de julho de 2011

Tirando as teias, saindo do casulo e tornando-se borboleta!


Sim baby! é o ciclo. Tudo na vida nasce, cresce..
e morre. É verdade, eles mentiram pra nós. Não é como nos filmes, não existem finais eternamente felizes...não existem alegrias eternas. Não somos os mesmos sempre, tudo está em constante mutação, o universo se movimenta e se modifica a cada milésimo de segundos. Nada é estático. A felicidade reside nas coisas mais pequenas e corriqueiras, basta olhá-las. Já parou um minuto do dia de hoje para olhar ao seu redor? Pra contemplar a beleza do leve e singelo movimentar de uma planta? pra contemplar e olhar verdadeiramente nos olhos de alguém? Já parou pra ouvir os sons e gritos da alma? O que existe é o aqui e agora. Não há receitas para a felicidade, assim como não existe uma receita de bolo pra ser feliz. Por isso o que os outros consideram como o certo, como a única forma de encontrar nosso caminho não é necessariamente o caminho que devemos e queremos trilhar.
E aprender a aceitar esse ciclo pode se tornar tão bom, pode fazer com que sejas muito mais feliz. Não falo aqui de felicidade como algo único e eterno, como algo que se deve buscar e alcançar e pronto! Não caro leitor! Vivendo desta forma tudo será dor e decepção. Encontre a felicidade em pequenas coisas. O prazer de um momento, o beijo, o cheiro, a possibilidade de fazer algo que deseja enquanto outras pessoas sequer são capazes de pensar, de viver, de andar. Sentir a felicidade é fazer o seu dia valer à pena, pelo simples fato de fazer algo que deseja, viver algo.
Faça valer à pena! Saia já da frente deste computador. Imagine todas as coisas que deseja ou desejou e que não fez por vários motivos, como por achar que iriam lhe julgar ou qualquer coisa. Faça o seu dia valer...Não pensa que enquanto você está ai reclamando a cada minuto está envelhecendo? Não pensa que daqui à um dia você pode morrer e não ter feito o que queria?
...Temos que respeitar a nossa fraqueza. Então, são lágrimas suaves, de uma tristeza legítima a qual temos direito. Elas correm devagar e quando passam pelos lábios sente-se aquele gosto salgado, límpido, produto de nossa dor mais profunda." (C. Lispector).....mas isso não significa que temos que transformar tudo em decepção! Nada é eterno baby!

Um comentário:

  1. My compliments for your blog and pictures included,I invite you in my photoblog "photosphera".

    CLICK PHOTOSPHERA

    Greetings from Italy

    Marlow

    ResponderExcluir